skip to Main Content
1ª Caravana Da RTC Inicia Com Visita às áreas Experimentais Da UFSM

1ª Caravana da RTC inicia com visita às áreas experimentais da UFSM

Com  o objetivo de promover a agregação de conhecimento, interação entre cooperativas, partilha de ideias e discussão sobre tecnologias capazes de garantir a sustentabilidade e rentabilidade da agricultura gaúcha, iniciou nesta segunda-feira (27) a 1.ª Caravana da RTC.

Sua abertura oficial ocorreu às 09 horas na Cooperativa Central Gaúcha Ltda. – CCGL, em Cruz Alta, com a participação de 24 cooperativas do Rio Grande do Sul vinculadas a Rede Técnica Cooperativa – RTC. No momento o vice-presidente da CCGL, Darci Hartmann citou a importância desta atividade para o desenvolvimento agrícola do estado. O gerente de pesquisa e tecnologia da CCGL e coordenador da Caravana Geomar Corassa agradeceu o comprometimento e envolvimento das cooperativas e espera que essa iniciativa, fruto do projeto da RTC, possa difundir o conhecimento e fomentar as pesquisas.

No primeiro dia, os participantes puderam conhecer duas áreas experimentais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Na área didático-experimental da várzea, o foco foi o manejo de arroz irrigado e a rotação de culturas utilizando a soja em áreas de várzea. Na área didático-experimental da Coxilha, foi possível visitar experimentos sobre plantabilidade, inoculação e produtos biológicos nas culturas de soja e milho.

Para o responsável pela área experimental da Coxilha, prof. Dr. Thomas Martin, é muito importante essa troca de conhecimento entre universidade e cooperativas para o processo de sustentabilidade econômica, social e ambiental da agricultura gaúcha.

Nesta terça-feira (28), a Caravana se desloca até a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Eldorado do Sul.

O projeto é uma iniciativa da RTC, contando com o apoio da CCGL, patrocínio do Terminal Marítimo Luiz Fogliato S/A – Termasa e percorrerá mais de 1000 km pelo Estado do RS até o dia 30 de janeiro.

Fonte – Assessoria de Comunicação da CCGL