skip to Main Content
IMG 20220316 WA0002
IMG 20220316 WA0002
20220316 174841
20220322 142212
IMG 20220316 WA0002 20220316 174841 20220322 142212

Representantes da Cotrirosa visitam cooperativas do Paraná

No período de 14 a 18 de março, uma comitiva da Cooperativa Tritícola Santa Rosa Ltda – Cotrirosa, representada pelo superintendente Antônio Eduardo Cócaro da Costa, pelo Eng. Agr. Luan Felipe Bortoli, pela assessora de comunicação Zélia Savoldi e pela gerente de gente e gestão Tamara Deves, esteve nas cooperativas paranaense, Coamo e Frísia e no moinho de trigo que é das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal.

A visita teve como objetivo conhecer o processo de governança das cooperativas, a partir de culturas e modelos de negócios que possuem diferenças, porém alicerçados dentro dos princípios do Cooperativismo.

A primeira visita foi na Coamo Agroindustrial Cooperativa, em Francisco Beltrão, cuja administração é baseada no tripé cooperados-diretoria-funcionários. A perfeita integração entre eles tornou a Coamo uma das maiores cooperativas agrícolas da América Latina, que conta com aproximadamente 30 mil cooperados e sete mil colaboradores.  A comitiva foi recepcionada pelo presidente e idealizador da Coamo, José Aroldo Gallassini, assim como gestores das diversas áreas.

Na sequência o grupo esteve na sede da Frísia Cooperativa Agroindustrial, na cidade de Carambeí, que possui 895 cooperados 100% integrados à cooperativa e 1120 colaboradores. O presidente, Renato Greidanus recebeu a comitiva acompanhado dos gestores da cooperativa que fizeram explanações sobre o trabalho realizado pela marca que substituiu a antiga Batavo. A cooperativa tem como enfoque principal na sua estratégia de gerar valor as commodities através de um processo robusto de industrialização, com práticas de gestão modernas com certificações nacionais e internacionais. Outro destaque é a incorporação da estratégia de inovação dentro da cooperativa, já com resultados positivos na sua implementação para a atividade dos cooperados.

O roteiro contou também com a visita ao moinho de trigo, que é fruto da intercooperação da Frísia Cooperativa Agroindustrial, Cooperativa Castrolanda e Capal Cooperativa Agroindustrial que lançaram a Unium, marca institucional para os projetos que atuam em parceria. Esta intercooperação surgiu da necessidade de potencializar os negócios das cooperativas envolvidas para obter maior competitividade no mercado, melhorar os resultados aos cooperados e fortalecer ainda mais as cooperativas envolvidas e, consequentemente, o sistema cooperativista. O modelo de intercooperação, prossegue também nas áreas de suínos, lácteos e com novo projeto de ampliação ainda para este ano.

“As visitas externas tem como objetivo conhecer as melhores práticas de mercado e avaliar a aderência destas práticas a realidade onde estamos inseridos. Estas visitas são de fundamental importância e devem estar contempladas na agenda estratégica da Cooperativa. Temos uma longa jornada e muitas oportunidades para sermos protagonistas no segmento cooperativo regional e, para que isto aconteça, é necessário que tenhamos um processo de governança sólido, com propósitos e ações bem definidos e claros, sempre alicerçados nos princípios do cooperativismo, tendo no centro da nossa estratégia os cooperados. Assim, vemos o cooperativismo do Paraná como um exemplo a ser seguido”, comenta o superintendente da Cotrirosa, Antônio Eduardo Cócaro da Costa.