skip to Main Content
Cotrirosa Recebe Expedição Da Agricultura Para A Vida

Cotrirosa recebe Expedição da Agricultura para a Vida

Cooperativa é uma das três selecionadas, entre 93 municípios

 

A Cotrirosa recebeu nesta segunda, terça e quarta-feira, a Expedição Agricultura para a Vida, promovida pela Corteva Agriscience. Um projeto itinerante, que percorre o Brasil e Paraguai desde 2016, com inovação e treinamento de Boas Práticas Agrícolas, para produtores rurais e departamentos técnicos.

 

Nos três dias de evento, mais de 100 associados e consultores técnicos participaram da qualificação. As atividades foram divididas em turmas de, no máximo, 20 pessoas por turno, utilizando duas estruturas itinerantes e o auditório do Centro Administrativo da Cotrirosa. A capacitação é pensada e planejada para que seja assertiva às culturas, atividades e necessidades da área de atuação da Cotrirosa.

 

A capacitação foi pensada de maneira extremamente assertiva para a região de atuação da Cotrirosa, com foco na maior produtividade de cultivares como soja, milho e trigo. Simultaneamente, aconteceram três capacitações com temáticas diferentes: Mauro Antônio Rizzardi, professor do curso de Agronomia da Universidade de Passo Fundo, falou sobre manejo de plantas daninhas; Cristiane de Pieri, fitopatologista da Agroefetiva, abordou o manejo integrado de pragas e doenças; e Rodolfo Chechetto, especialista em tecnologia de aplicação da Agroefetiva, falou sobre tecnologia de aplicação.

 

A Cotrirosa foi uma as três selecionadas para receber a Expedição, entre 93 municípios da região de atuação comercial da Corteva. “Os principais parceiros da companhia são selecionados a nível nacional, pois não são todos os clientes que recebem esse tipo de ação. Estamos junto com a Cotrirosa, com os associados, clientes e departamento técnico, para ajudá-los a produzir mais, a melhorar por meio de práticas e técnicas agrícolas”, explica representante comercial da Corteva para cooperativas, Bruno Morlin.

 

O associado Felipe Bender, de Santo Cristo, acredita que os conhecimentos adquiridos durante a expedição, podem ser aplicados no seu dia a dia. “Com os conhecimentos das palestras, com certeza vou conseguir escolher os melhores produtos e formas de aplicação, para melhorar sempre a produtividade na lavoura”, destaca Felipe.